Piso Aquecido em Ambientes Comerciais

Escritórios, lojas e salas comerciais são, cada vez mais, ambientes pensados estrategicamente. O piso aquecido Warmup pode aquecer com eficiência, segurança e conforto térmico todos estes ambientes. Assim, seja do lado do cliente, ou do lado oposto, o conforto térmico será um poderoso aliado nos negócios.

Por que piso aquecido em Ambientes Comerciais?

A ergonomia passou, ao longo dos anos, a ser um fator importante a se considerar em se tratando de saúde no trabalho. Um ambiente ergonomicamente adequado pode trazer benefícios não só em saúde aos funcionários, mas também em produtividade.

A qualidade do meio em que o funcionário ou o cliente estão inseridos é vital para bons resultados em produtividade, vendas e redução de gastos com a saúde do trabalhador.

Em termos de eficiência energética, a exigência de temperaturas de operação menores para entregar o mesmo conforto térmico, torna o piso aquecido o sistema mais eficiente para se aquecer um ambiente, o que pode se tornar bastante interessante do ponto de vista do negócio.

A norma internacional ANSI/ASHRAE 55/2010 (Condições ambientais térmicas para a ocupação humana) é uma das principais normas, se não a principal, a tratar de forma específica o conforto térmico, seus efeitos e se utiliza de dados de extrema confiança para afirmar os detalhes a respeito do assunto.

O desconforto térmico provocado pela diferença de temperatura entre a extremidade superior do corpo humano (cabeça) e a extremidade inferior (tornozelos e pés) pode ser traduzido pelo gráfico de desconforto por diferença de temperatura vertical (ASHRAE 55/2010 – Figura 5.2.4.3). O gráfico apresenta o percentual de pessoas insatisfeitas com a diferença de temperatura entre a cabeça, que possui a maior temperatura no estudo, e os pés, que possuem a menor. Notar que quanto maior a diferença de temperatura entre a cabeça e os pés (maior gradiente), maior a instatisfação. O piso aquecido aquece o ambiente de maneira uniforme, com baixo gradiente de temperatura, mesmo verticalmente.

Além disso, pesquisas mostram que o conforto térmico é maior nos casos onde a cabeça está a uma temperatura menor do que os pés. Caso notado no piso aquecido.

A temperatura do piso, também comentada na ASHRAE 55/2010, é um fator muito importante para se considerar no conforto térmico. Temperaturas muito baixas ou muito elevadas causam desconforto considerável, conforme o gráfico de desconforto por temperatura do piso (ASHRAE 55/2010 – Figura 5.2.4.4). A norma recomenda que as temperaturas do piso permaneçam entre 19 e 29°C em espaços onde os ocupantes usarão ou calçados leves, ou não usarão calçados.

Aquecer o piso de sua sala comercial, loja ou escritório pode se tornar interessante sob vários aspectos. Um ambiente aquecido da forma mais próxima à ideal se torna convidativo para fechamento de bons negócios. Faça seu cliente gostar de estar com você.

Além disso, o stress térmico é um vilão para a produtividade da empresa.

Por que piso aquecido em Ambientes Comerciais?

A ergonomia passou, ao longo dos anos, a ser um fator importante a se considerar em se tratando de saúde no trabalho. Um ambiente ergonomicamente adequado pode trazer benefícios não só em saúde aos funcionários, mas também em produtividade.

A qualidade do meio em que o funcionário ou o cliente estão inseridos é vital para bons resultados em produtividade, vendas e redução de gastos com a saúde do trabalhador.

Em termos de eficiência energética, a exigência de temperaturas de operação menores para entregar o mesmo conforto térmico, torna o piso aquecido o sistema mais eficiente para se aquecer um ambiente, o que pode se tornar bastante interessante do ponto de vista do negócio.

A norma internacional ANSI/ASHRAE 55/2010 (Condições ambientais térmicas para a ocupação humana) é uma das principais normas, se não a principal, a tratar de forma específica o conforto térmico, seus efeitos e se utiliza de dados de extrema confiança para afirmar os detalhes a respeito do assunto.

O desconforto térmico provocado pela diferença de temperatura entre a extremidade superior do corpo humano (cabeça) e a extremidade inferior (tornozelos e pés) pode ser traduzido pelo gráfico de desconforto por diferença de temperatura vertical (ASHRAE 55/2010 – Figura 5.2.4.3). O gráfico apresenta o percentual de pessoas insatisfeitas com a diferença de temperatura entre a cabeça, que possui a maior temperatura no estudo, e os pés, que possuem a menor. Notar que quanto maior a diferença de temperatura entre a cabeça e os pés (maior gradiente), maior a instatisfação. O piso aquecido aquece o ambiente de maneira uniforme, com baixo gradiente de temperatura, mesmo verticalmente.

Além disso, pesquisas mostram que o conforto térmico é maior nos casos onde a cabeça está a uma temperatura menor do que os pés. Caso notado no piso aquecido.

A temperatura do piso, também comentada na ASHRAE 55/2010, é um fator muito importante para se considerar no conforto térmico. Temperaturas muito baixas ou muito elevadas causam desconforto considerável, conforme o gráfico de desconforto por temperatura do piso (ASHRAE 55/2010 – Figura 5.2.4.4). A norma recomenda que as temperaturas do piso permaneçam entre 19 e 29°C em espaços onde os ocupantes usarão ou calçados leves, ou não usarão calçados.

Aquecer o piso de sua sala comercial, loja ou escritório pode se tornar interessante sob vários aspectos. Um ambiente aquecido da forma mais próxima à ideal se torna convidativo para fechamento de bons negócios. Faça seu cliente gostar de estar com você.

Além disso, o stress térmico é um vilão para a produtividade da empresa.

Dúvidas?