Consumo de energia

Os custos referentes ao consumo de energia do piso aquecido dependem do tipo de sistema, do tamanho do ambiente, da opção por bons termostatos, do uso ou não de isolamento, da temperatura ambiente desejada e do tempo de operação. Se comparados aos ares condicionados, com as devidas instalações e mesmas demandas, nossos sistemas podem ultrapassar os 45% de economiaAbaixo vamos falar com mais detalhes sobre o consumo de energia do seu piso aquecido. 

Qual vai ser o consumo do meu Piso Aquecido?

O consumo de seu sistema de piso aquecido dependerá de vários fatores. Basicamente, tudo começa pela escolha do seu sistema, a opção por isolamento ou não, a escolha de um termostato adequado e a temperatura de operação.

Os sistemas de piso aquecido operam em ciclos: 100% de consumo até atingir a temperatura desejada e um determinado percentual (proporcional aos cuidados que falaremos abaixo) para manter a temperatura desejada. Em geral, para um valor médio de kWh de R$ 0,69, tomadas as devidas medidas técnicas, o piso aquecido consumirá 13 centavos/m² por hora, até atingir a temperatura desejada e entre 2 e 3 centavos/m² por hora para manter a temperatura.

No caso de sistemas de acumulação devidamente isolados abaixo (com placas de XPS) o tempo para aquecer 10°C varia entre 1,5h a 3h, dependendo do revestimento.

No caso de sistemas de superfície devidamente isolados abaixo (com placas de XPS) o tempo para aquecer 10°C varia entre 20min a 40min, dependendo do revestimento.

Para um banheiro médio (até 5m²) o consumo mensal pode chegar a R$ 15,00, considerada uma utilização diária de até 4h.

1 – Superfície ou Acumulação?

Apesar de os sistemas de Acumulação (dentro do contrapiso) serem os mais tradicionais no Brasil, seu uso não está necessariamente ligado ao baixo consumo de energia. Um sistema de Acumulação leva mais tempo para aquecer o piso e, consequentemente, o piso levará mais tempo para resfriar, após o desligamento do piso aquecido.

Os sistemas de acumulação trabalham acumulando calor em uma faixa determinada de cimento, assim cria-se um “pulmão de calor”. Seu nome, piso aquecido de acumulação, deve-se ao fato de que em países onde o valor da tarifa de energia elétrica varia constantemente durante o dia, o sistema procura acumular calor durante os horários de menor valor e desprender essa energia acumulada nos horários de maior valor.

No Brasil, essa situação não se evidencia com frequência. Na verdade, o sistema de acumulação pode gerar situações incômodas em regiões de climas mais amenos, como, por exemplo, o usuário desligar o sistema pela manhã e o calor se desprender até o horário de almoço, momento em que a temperatura externa é mais elevada. Assim, há um desperdício de energia contínuo, além do desconforto pela inflexibilidade do sistema.

Um sistema de Superfície, por ser aplicado acima do contrapiso, oferece maior flexibilidade, pois, além de aquecer o sistema rapidamente, o piso resfria rapidamente, após o desligamento do piso aquecido. Assim, o usuário não precisa se prender à programações demasiado antecipadas e pode usufruir do sistema, sem perder o conforto e desperdiçar energia.

A Warmup possui tanto sistemas de acumulação, como de superfície. Em sua gama de produtos, a Warmup possui os sistemas mais eficientes energeticamente do mercado. Somar esses sistemas aos modernos termostatos Warmup é a garantia do conforto com baixo consumo.

A opção por sistemas mais baratos, o não uso de isolamento e termostatos de baixa precisão podem custar caro depois.

2 – Utilizar Isolamento ou não?

As placas isolantes em XPS são importantes ferramentas na garantia do funcionamento eficiente de seu sistema de piso aquecido. Apesar de o mercado comumente empregar materiais mais frágeis, inclusive com baixíssima performance, como mantas folhas aluminizadas, brita leve e EVA, o XPS é o melhor isolante para pisos aquecidos, reconhecido por todas as grandes marcas no mundo.

As placas de poliestireno extrudido (XPS) são altamente resistentes à absorção de água e a sua capilaridade é nula. Quando adequadamente aplicadas, a vida útil destas placas é estimada em período de tempo igual ao da vida útil do edifício ou construção em que se inserem. O XPS é considerado o melhor isolamento térmico da construção civil e complementa a impermeabilização do piso. Seu custo benefício é notável.

Condutividade térmica: k= 0,031 W/m⁰C

E o impacto?

Apesar da instalação mais trabalhosa, a redução no consumo de energia pode chegar a 50%.

3 – Qual o termostato mais adequado?

A Warmup possui os termostatos mais inteligentes e precisos do mercado.

Mas o que você ganha com isso?

Quanto mais preciso o termostato, menor o ciclo de funcionamento do seu sistema, consequentemente menor o consumo. Os termostatos inteligentes da Warmup são altamente precisos e, além disso, possuem a Função Adaptativa Proporcional (a partir do Termostato TEMPO), um recurso em que o termostato “aprende” qual a curva de velocidade de aquecimento do seu piso aquecido no ambiente em que está instalado. Isso permite a ele ligar no momento exato, sem consumir um kW a mais.

Pode parecer pouco, mais um termostato inteligente reduz em até 25% o seu consumo de energia.

4 – Qual a temperatura de operação correta?

Cada usuário tem uma percepção única do conforto. A temperatura que melhor lhe agrada pode ser diferente da temperatura que agrada a outros usuários. Naturalmente, quanto maior a diferença entre a temperatura inicial do piso e a desejada pelo usuário, maior será o consumo de energia. Os termostatos inteligentes da Warmup podem sugerir a temperatura mais adequada.

Quer saber mais?

Leia o artigo abaixo, escrito por um de nossos especialistas.

Agora que você descobriu que os nossos sistemas são

os mais eficientes, que tal um orçamento?