Residências pequenas tem se tornado cada vez mais comuns no nosso dia a dia. A procura por residências bem localizadas em cidades com pouco espaço livre para construção de ambientes residenciais e comerciais, tem exigido cada vez mais espaços compactos.

 

Muitos ainda têm dificuldade em deixar esse tipo de ambiente bonito, confortável e claro, funcional, afinal, aproveitamento de espaço é uma necessidade quando não se tem muitas paredes disponíveis.

Separei algumas dicas para que você consiga planejar e deixar seu lar do jeitinho que você deseja:

 

1 – Saiba do que você gosta

 

Pode parecer bem clichê, mas nossa vida é feita de prioridades, e as coisas que entram nas nossas casas também devem seguir essa regra. Em ambientes compactos, essa regra é uma das mais importantes, ter um estilo de vida com que você consiga viver com aquilo que é importante para você já torna a sua casa o seu lugar favorito.

 

2 – Saiba qual é a sua rotina

 

Sim, na hora de planejar o layout de uma residência compacta é extremamente importante que a casa comporte seu estilo de vida, não adianta você investir em uma cozinha de chef se você cozinha uma vez na semana, ou fazer uma mesa para 4 pessoas se você recebe 8 todos os finais de semana, cada casa tem necessidades diferentes. Essa é uma das maiores regras na hora de um projeto, um ambiente que é funcional para uma pessoa normalmente não é para outra, então procure inspirações, mas pense se aquilo funcionaria para você e para sua família no dia a dia.

 

3 – Desenhe uma planta a mão ou com uso de apps

 

Sei que não é fácil para a maioria das pessoas imaginarem como iria ficar a sala ou o quarto pronto, não é para menos que a realidade virtual tem feito tanto sucesso no mundo da arquitetura e design, mas existem muitas ferramentas e aplicativos que te permitem fazer um esboço de layouts.
Uma ideia é o uso de fita crepe em conjunto com uma trena.

 

4 – Defina uma paleta de cores

 

Após você decidir onde ficarão cada móvel da sua casa é importante que antes de sair comprando tudo o que acha bonito você defina um norte. Esse norte pode ser estipulado com uma paleta de cores, isso evitará que você tenha muitas peças lindas, mas que não trabalham bem juntas.

 

5 – Tenha uma planilha de orçamentos

 

Eu sei, é chato, mas é muito necessário. No mundo da decoração é fácil de se perder no orçamento, e não adianta ter um projeto lindo em mente se você não vai chegar na metade da execução, então pesquise, anote e faça as contas. Se necessário se concentre em um ambiente por vez, melhor um ambiente pronto do que 5 que ficaram no meio do caminho.

 

6 – Tenha fotos e amostras

 

Isso facilita bastante a vida de quem não consegue visualizar um ambiente como um todo, conseguir colocar amostras de tecido, madeira, tinta junto no espaço que está querendo mudar ajuda muito a tornar a composição mais palpável. A maioria das lojas consegue algumas amostras se você pedir, se não conseguir, tire fotos e faça uma colagem no celular.

 

O mundo da decoração pode ser um mundo complexo, então se estiver difícil saber por onde começar, escolha um ponto que mais te incomoda. O sofá está capenga? Troque o sofá e escolha algo que te agrade. Falta espaço de guarda roupa? Comece pelos móveis. Escolha um ponto de partida e depois vá decorando aos poucos.

E aí, pronto para começar a colocar tudo em prática?

 

Matéria: Franciele Preis – Designer de Interiores

https://www.youtube.com/channel/UC5AY51ZTlapZ_jk299USpyw




Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos.
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email